Horários de visitas

sabinjf Diante do cenário atual, novas restrições fazem-se necessárias em relação à visitação e acompanhamento dos pacientes internados no Sabin. Buscando sempre a segurança operacional e a manutenção dos atuais protocolos de prevenção, contamos com a compreensão de todos.

Segurança, cuidado e carinho com os pacientes


Uma das primeiras ações tomadas pelo hospital diante da pandemia foi a criação de um Comitê de Crise para garantir a segurança de todos os assistidos e determinar fluxos nos atendimentos.

Mais do que pacientes em tratamento contra alguma enfermidade, um hospital cuida de pessoas. Neste rol, estão inclusos, além dos pacientes, seus familiares e as equipes médicas e multidisciplinares. Oferecer uma assistência completa focada na humanização e na segurança de todos os envolvidos sempre foi a premissa do Hospital Albert Sabin. E, sobretudo neste momento delicado em que vivemos, esse cuidado foi ainda mais sensível e redobrado, de modo a preservar vidas e minimizar o contágio da Covid-19.

Uma das primeiras ações tomadas pelo Sabin diante da pandemia foi a criação de um Comitê de Crise para garantir a segurança de todos os assistidos e, inclusive, determinar fluxos nos atendimentos. "Desde sempre, o Albert Sabin entende que a diferença está nas pessoas. Independentemente do momento que estamos vivendo, nossa conduta sempre leva em consideração que lidamos com indivíduos que possuem necessidades singulares e devem ser respeitados como tal. Sendo o nosso foco assistencial, o cuidado com colaboradores, médicos, prestadores de serviço são alvo de preocupação em nossas práticas cotidianas", destaca a gerente do departamento de Gestão de Pessoas, Raquel Oliveira.

Ela explica que o Comitê de Crise é composto pelos principais gerentes dos departamentos internos do hospital e pela diretoria. Além do diretor presidente do Sabin, Dr. Célio Chagas, liderança extremamente focada na qualidade do serviço prestado e no bem-estar das pessoas, o comitê é gerenciado pelo diretor clínico do hospital, Dr. Eduardo Valle, e pela diretora técnica, Dra. Christiane Marie.

Fluxos no atendimento: prioridade máxima

Logo no começo da pandemia, os membros do comitê se reuniram diariamente para pensar e desenhar todas as ações práticas para o enfrentamento da doença. Assim, visando à segurança de todos, a primeira medida foi a criação de novos fluxos de atendimento, separando uma área para pacientes com suspeita de Covid-19 e outra para o atendimento às demandas comuns.

As medidas de isolamento dos pacientes com suspeitas de infecção pelo coronavírus começaram a ser aplicadas desde o primeiro atendimento, ainda na emergência, mantendo um fluxo único até a internação hospitalar, quando esta se faz necessária.

Nesta ala dedicada para o atendimento de pacientes suspeitos e confirmados com a Covid, os ambientes foram revisados para garantir melhor segurança no atendimento e isolamento de áreas críticas. Além disso, o Albert Sabin direcionou uma equipe preparada para prestar assistência exclusiva aos casos.

Outra medida de segurança presente neste setor, segundo Raquel, foi reduzir a circulação de pessoas no hospital e, para manter a comunicação com as famílias dos pacientes internados, as informações sobre a evolução dos quadros clínicos passaram a ser repassadas por telefone. "Ter essa compreensão por parte das famílias foi fundamental na sensibilização e no entendimento da necessidade de reduzir, ao máximo, a exposição delas ao risco neste momento tão sensível", revela.

Pensando na segurança dos demais pacientes, sobretudo aqueles que não apresentam sintomas respiratórios, o Sabin disponibilizou uma ala exclusiva para atendimentos clínicos, além de ortopédico, obstétricos e de pediatria. "Assim, garantimos o conforto e a segurança necessárias para manter a realização de todos que buscam o hospital. Esse direcionamento ocorre na portaria principal de emergência, com acolhimento inicial realizado por uma equipe treinada", explica Raquel.

Suprimentos, proteção e controle

Paralelamente à decisão de se dividir fisicamente as áreas de atendimento aos pacientes, o comitê fez um levantamento para a compra de materiais e insumos necessários para atravessar o momento, como medicamentos, equipamento de proteção individual (EPIs) e itens indispensáveis para a manutenção da segurança assistencial do hospital.

Os times de Suprimentos, gerenciado pela Diretoria Financeira, em nome do Dr. Ricardo Almeida, e o de Projetos, liderado pela gestora Liliane Carvalho, têm atuado com sinergia, sobretudo em relação à compra de todos os insumos necessários para garantir assertividade no atendimento aos pacientes, à proteção de todos os colaboradores e ao controle das informações nos painéis de bordo, que subsidiam as ações futuras do comitê por meio de indicadores assistenciais e clínicos.

Com igual empenho, o time Operacional, liderado pelo Dr. Amândio Baldi, cuidou de todos os detalhes dos atendimentos oferecidos pela hotelaria, de modo a garantir aos pacientes o mesmo padrão assistencial. Os serviços de higienização foram intensificados em todo o hospital. Outros desafios encontrados neste caminho, como a separação do refeitório, a separação do fluxo de pessoas e o cuidado constante com o ambiente, foram superados por toda a equipe.

Cuidado assistencial

Do ponto de vista assistencial, o acompanhamento diário do fluxo do atendimento no Pronto Atendimento resultou na construção de protocolos seguros, treinamentos constantes e acompanhamento em tempo real de todos os detalhes envolvendo a rotina do hospital em meio a pandemia.

Os trabalhos foram coordenados pelo médico Dr. Alessandro Cotta e pela enfermeira Fabiola Vieira, responsável técnica da equipe de enfermagem, que contaram com a parceria do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH), representada pelo Dr. Cassimiro Baesso e pela enfermeira Luísa Tavares, pelo serviço de Farmácia, liderado pela responsável técnica Natalia Rodrigues, e com a presença intensa e constante do serviço de Qualidade, conduzido pela gerente Lilian Carvalho.

Esse trabalho em conjunto veio para fortalecer a visão e os processos do Núcleo de Segurança do Paciente, que considera o cuidado centrado como a premissa das ações cotidianas do Sabin.

Gestão de pessoas e o clima organizacional

O Comitê de Crise formado pelo Hospital Albert Sabin é multidisciplinar, logo, além de todo o cuidado junto aos pacientes e seus familiares, coube ao setor de Gestão de Pessoas cuidar do clima organizacional e da saúde mental dos colaboradores. Para isso, foram criados planos de monitoramento de emoções para entender o nível de estresse das lideranças assistências.

O Serviço de Psicologia do Sabin está realizando o atendimento inicial aos colaboradores e, também, fazendo o acompanhamento diário de todos aqueles que apresentaram atestado de sintomas gripais, fornecendo orientações aos familiares e cuidado individualizado. Outras ações do setor foram: campanhas de comunicação interna de modo a estimular a compreensão do momento e verificação do uso adequado de equipamentos de proteção individual dos colaboradores.

"Sabemos que o momento é delicado, mas nos sentimos preparados, pois, desde a sua inauguração, o Hospital Albert Sabin primou pela diferença que as pessoas fazem. E, na crise, pudemos reconhecer nossa força construída pela união cultivada no dia a dia do nosso trabalho e inspirada pela nossa diretoria. Para nós, cada uma das pessoas importam, sejam médicos, colaboradores, pacientes, acompanhantes ou fornecedores. Assim, podemos afirmar que conseguiremos, juntos, superar quaisquer dificuldades", finaliza Raquel

Estrutura, atendimento e corpo clínico

O corpo clínico do Sabin é altamente capacitado e tem à disposição tecnologia de ponta para a realização dos atendimentos. As unidades de internação do hospital são divididas entre Apartamentos, Enfermaria, Centro Cirúrgico, CTI Adulto, CTI Neurológico e Unidade de AVC, CTI Cardiológico, UTI Neonatal e Infantil, Unidade da Mulher e da Criança, Berçário, Espaço de Parto Humanizado, Unidade de Terapia Infusional.

O Albert Sabin possui Pronto Atendimento 24 horas nas especialidades de clínica médica, ginecologia e obstetrícia, pediatria e também recebe casos de cardiologia das 10h às 22h. Em 2019, recebeu a certificação de Acreditação Excelência - Nível 3, da Organização Nacional de Acreditação (ONA), o que reforça seu principal foco, que é no respeito e no compromisso de cuidar da saúde dos pacientes de Juiz de Fora e região.



CONVÊNIOS CREDENCIADOS

    CONTATO

    Dr. Edgar Carlos Pereira, 600 - Santa Tereza,
        Juiz de Fora - MG, 36020 - 200

    Acesse os horários e itinerário de ônibus

    sabinjf.com.br            SABINJF